terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Drama

Podia falar de política, de políticos, de críticos, de futebol, de publicidade e de ensino. Podia até comparar uma ida à ginecologista com a leitura dos Maias pelos infames seres que detestam a obra.
Podia dizer tanta coisa que chego a pensar que esta minha auto-censura é boa.

Felizmente estou centrada no meu umbigo e hoje só vos quero dizer que detesto a minha auto-censura que nunca actua quando o palco lho suplica e deixa-nos a nós, personagens secundárias, desorientadas como meros figurantes.
Obrigada.

Não é da boca para fora

Quando eu digo que não gosto do dia dos namorados, falo a sério.
Volto das férias, encontro aquilo numa gaveta e chamam-me insensível.
Insensível por dar valor a quem se lembra num qualquer dia e não simplesmente porque chovem balões em forma de coração por todo o lado...

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Reflexão (23)

Brincar e rir a toda a hora também não dói.