domingo, 4 de maio de 2008

Exclusividade individual

Todos temos "aquele" sítio. Todos temos um lugar especial e muito específico que funciona como refúgio.
Quando queremos pensar nas coisas importantes da vida e quando precisamos de uns minutos para nós próprios é nesse sítio que nos encontram.
Quando lá estamos nada mais interessa. Pensamos em nós e para nós. Resolvemos, decidimos ou deixamos tudo em aberto mas é lá que o fazemos.
Pergunto-me sempre como serão os sítios das pessoas que conheço. Pergunto-me sempre se para eles "o sítio" terá assim tanta importância e como é que tornaram aquele sítio no seu sítio.

3 comentários:

Jeff disse...

Vc não sabe o quanto isso é importante para muitas pessoas.
Eu tenho um sítio que funciona como refúgio. É um lugar maravilhoso chamado: Ponta do Humaitá aqui em Salvador/BA. Caso tenha a possibilidade, venha conhecer.
O contato com o mar, as pedras, a brisa (ao anoitecer), o por do sol (ao entardecer) e o azul do céu (quando o sol nasce) além de me renovar alimenta a minha alma.
Não sei explicar ... é como estivesse uma pessoa muito gigantesca que detem todos esses elementos: terra, água, fogo e ar, e que conversa comigo e me responde de acordo com a circustância. Não tenho palavras para dscrever o quanto isso é maravilhoso e possa estar onde estiver sempre voltarei para me renovar isso até a minha morte!

Abração ...!

Psiquiatra Angustiado disse...

Tenho muitos sítios que me servem de refúgio, mas o melhor mesmo é um refúgio interior, um espaço mental onde ninguém pode entrar e onde me resguardo quando lá fora a tempestade se instala.

Ana rita disse...

O meu "sítio" é o meu quarto, e ele tornou se o meu "sítio", pois eu aqui sinto-me bem. Mas como o psquiatra diz eu tbm não preciso de um "sítio" basta resguardar-me na minha mente. Todos os sítios são belos se tu te sentires bem, se não, esquece os sítios, fecha os olhos e imagina o teu "sítio" especial, onde podes fazer o que quiseres.